Monovin A – A fórmula mágica para os cabelos

Gente, eu vou falar sobre um assunto que todaaas as mulheres se interessam, os cabelos. Bom eu estou usando o monovin A faz 1 mês e 22 dias, eu achei que melhorou muito o aspecto do meu cabelo, sem dúvidas ajuda muuuito. Na parte de crescer, eu achei que cresceu só um pouco mais. Eu digo que vale muito a pena usar.
O monovin A para quem não conhece, é um produto injetável para cavalo, porém nós mulheres, usamos no shampoo. E nada mais é que vitamina A!
O modo de usar é 1 ml do produto para cada 100 ml do shampoo. Não é recomendado que passe dessa dose e nem que use o produto por mai de 3 meses, pois assim como a falta de vitamina A faz o cabelo cair, o excesso também faz. Então o recomendado é usar durante 3 meses e passar 3 meses sem usar e deve-se usar 3 vezes na semana. O shampoo deve ser neutro e sem sal.
Eu tirei foto do meu cabelo no dia em que eu comecei a usar e tirei uma hoje, vou postar aqui as duas fotos e quando completar 3 meses irei postar outra.
Eu estou gostando muito do resultado.
Tem gente ainda que acrescenta o bepantol liquido e dizem que o efeito fica muito bom também, pois o bepantol hidrata o cabelo.

A foto no dia que comecei a usar:

E a foto com 1 mês e 22 dias:

O meu cabelo melhorou muito o aspecto dele, nas duas fotos o cabelo está natural e dá para notar a diferença, então para quem quiser eu super recomendo! Então o monovin A é encontrado em lugares que vendem produtos para animais e pelo menos aqui na minha cidade é 20,00!
Então qualquer duvida só falar!

Nove Formas de Estimular seu Filho a Ler

Primeira: Leia sempre. É bom para você e para seu filho, que com certeza irá seguir o seu exemplo, já que crianças tendem a aprender através de exemplos;

Segunda: Leia e conte histórias desde que ele for bebê (pesquisas comprovam que o contato com narrativas melhora o futuro desempenho);

Terceira: Quando for comprar presentes, opte pelos livros, gibis e revistas;

Quarta: Deixe os livros ao alcance do pequeno, para que ele possa folhear, ver as figuras e invente histórias;

Quinta: Separe um horário no dia para a leitura e transforme isso em um momento prazeroso;

Sexta: Comente o livro com ele e o incentive a contar a história a alguém;

Sétima: Pode repetir a leitura do mesmo livro sempre que ele quiser;

Oitava: Leve-o a bibliotecas e livrarias para que ele possa explorar;

Nona: Estimule para que ele faça atividades que precisam de leitura, como jogos, receitas, mapas.

Dessa forma seu pequeno irá crescer com um ótimo hábito.

Gravidez: Desenvolvimento Mês a Mês

1º mês lunar (primeiras 4 semanas):
            Até antes de acontecer o atraso menstrual, 6 a 7 dias após a concepção, o ovo procura o lugar em que vai se implantar no útero e vai se aprofundando progressivamente no tecido uterino. No lugar em que se implantar, a placenta se desenvolverá. Dependendo da localização da placenta, a gravidez pode ter problemas. A gravidez pode acontecer excepcionalmente fora do útero; mas mesmo no útero, se for numa posição muito baixa, perto do colo do útero, poderá existir sangramentos durante a gravidez.
            No final da segunda semana, completa-se o processo de implantação do ovo. Pode haver um pequeno sangramento, que leva as mulheres a pensarem que estão menstruando, quando, na verdade, ainda não ocorreu o atraso na menstruação.
            A placenta e o cordão umbilical começam a se estruturar na terceira semana. Na quarta semana forma-se a membrana, que dará origem à bolsa de líquido.
2º mês lunar (5ª, 6ª, 7ª e 8ª semanas):
            Durante esse período as mulheres fazem testes de gravidez e se consultam para saber se estão grávidas. Uma vez confirmada a gravidez, começam os exames do pré -natal, quando se avalia a saúde da futura mãe e se tenta identificar possíveis problemas que possam prejudicar o bebê: tipagem de sangue ABO e Rh; hemograma; pesquisa de diabetes; sífilis; toxoplasmose; rubéola; hepatite; HIV 1 e 2; cultura de urina; proto parasitológico de fezes.
            Também nesta fase começa a ingestão de vitaminas com ácido fólico, pois está provado que a falta dessa substância pode levar à malformação do sistema nervoso e da coluna do bebê.
            Na futura mãe as glândulas mamárias se modificam, os seios crescem, a frequência urinária aumenta – com o crescimento do útero pressionando a bexiga – e começam as náuseas, vômitos, má digestão e salivação excessiva. A gestante torna-se emocionalmente mais sensível e sente mais sono. Começam os cuidados com os seios, com o uso constante de sutiãs que os sustentem sem apertar. Cremes hidratantes devem ser usados para prevenir estrias.
            Desconsidere o que vai ouvir de leigos sobre a alimentação – siga a orientação médica, para se alimentar bem e não ganhar peso em excesso e rapidamente. O ganho tem de ser gradual, entre 1 kg a 1,5 kg a cada 4 semanas. Evite carboidratos, doces, refrigerantes, enlatados. Como ocorrem vômitos e náuseas durante os primeiros três meses, é possível que a gestante perca o apetite e, por consequência, algum peso, mas isso é passageiro. Sem os distúrbios, o apetite voltará. É muito importante tomar 1,5 l de água diariamente, mais leite e derivados.
           Cólicas fortes nesta fase não combinam! Nem um pouquinho… Caso você sinta dores, elas devem ser comunicadas ao seu médico. Corrimentos podem surgir e vão ser adequadamente tratados quando realmente forem patológicos, pois há um aumento natural de secreções que não significam doença, apenas dão incômodo.
            O embrião está formado na 5ª semana, envolvido num saco gestacional, com olhos, ouvidos, coração, fígado e membros superiores e inferiores incipientes, e há indícios da formação cerebral. Os batimentos cardíacos são visíveis no ultrassom.
             6ª semana: o saco gestacional tem de 2 a 3 cm de comprimento e já se vê o cordão umbilical em formação.
            8ª semana: a cabeça surge maior que o tronco (metade do comprimento total). Aparecem os dedos dos pés e das mãos e as orelhas começam a despontar. Forma-se um sistema nervoso primário e se formam os órgãos digestivos. Os olhos dispostos nas laterais da cabeça e as características faciais são identificáveis.
3º mês lunar (9ª, 10ª, 11ª e 12ª semanas):
            Já é possível sentir o útero, apalpando a região acima dos pelos pubianos. a placenta funciona, promovendo a troca de nutrientes, mais a circulação e a oxigenação entre mãe e feto. Surgem as contrações de Braxton Hicks (indolores, com a função de preparo e desenvolvimento uterino até o parto), que permanecem durante toda a gravidez.
            Na 10ª semana de gestação, termina a fase de embrião e começa o período fetal. As estruturas formada durante a fase embrionária passam a se desenvolver.
            12ª semana: o feto está com 6 a 7 cm de comprimento. Começa a ossificação, surgem os primeiros pelos; os órgãos sexuais vão ganhando definição.
            O líquido amniótico presente na bolsa, em torno de 50 ml, vai aumentando com o decorrer da gravidez.
4º mês lunar (13ª, 14ª, 15ª e 16ª semanas):
            Os seios chegam ao tamanho máximo, as auréolas ficam escuras, os bicos dos seios aumentam e aparece o colostro. Surgem pequenos grânulos ao redor dos mamilos: sãos os seios sendo preparados para a amamentação.
            Os primeiros movimentos do feto já podem ser sentidos por algumas mães. Os batimentos cardíacos do feto já são ouvidos no sonar.
            O comprimento do feto (da cabeça ao bumbum) chega a 12 cm. Acontece o alongamento dos membros inferiores, os olhos vão para um posição mais anterior do rosto. O feto já ouve vozes, principalmente da mãe. O cérebro começa a decifrar os sentidos; ele sente o carinho das massagens sobre o abdome.
5º mês lunar (17ª, 18ª, 19ª e 20ª semanas):
            A pele sofre modificações, podendo surgir estrias e manchas no rosto. Surgem acne, coceira na pele e a linha nigra, linha escura que passa pelo umbigo e divide o abdome.
            Agora, a maioria das gestantes sente os movimentos fetais. Podem ocorrer sintomas como febre, sangramentos, corrimentos, dores de cabeça, zumbido no ouvido, insônia ou sono exagerado, nervosismo, agressividade, angústia, inchaço, hiperacidez do estômago e outros distúrbios gástrico-intestinais, problemas dentários, dor ao urinar ou dor nas costas – todos esses sinais devem ser comunicados para o médico.
            No bebê surgem os cabelos, o vérnix caseoso (substância gordurosa que protege a pele do bebê), o lanugo, camada de pelos muito finos que rodeia toda a superfície corporal do bebê e conserva seu calor; vê-se o sexo. O peso chega a 300 gramas.
6º mês lunar (21ª, 22ª, 23ª e 24ª semanas):
            A coluna vertebral se curva para frente e as articulações pélvicas começam a relaxar para permitir a passagem do bebê no parto.
            Os sentidos do bebê estão completos, ele passa a dar chutes, ouve todos os sons, chora, sente gostos e cheiros, distingue claro e escuro. A audição está totalmente pronta e as vozes lá fora vão habituá-lo à língua.
            As pálpebras ficam entreabertas, surgem as unhas, a pele é bem rosada, com bastante vérnix, e enrugada, surgindo o depósito de gordura sob a pele. O peso vai a 630 gramas, aproximadamente.
7º mês lunar (25ª, 26ª, 27ª e 28ª semanas):
            Ocorre aumento do útero e afrouxamento da musculatura do sistema digestivo, resultando em distúrbio como má digestão e prisão de ventre.
            As consultas médicas devem ser feitas a cada três semanas – a dilatação do útero tem de ser acompanhada.
            O bebê mede cerca de 25 cm e tem pele avermelhada. Há atividade nos pulmões e nas pálpebras.
8º mês lunar (29ª, 30ª, 31ª e 32ª semanas):
            O útero, pesado, comprime a bexiga e a mãe fica com vontade frequente de urinar. Incham os tornozelos e podem surgir varizes.
            O comprimento do bebê até o final do 8º mês lunar chega a cerca de 28 cm (da cabeça ao bumbum). Os sistemas respiratórios e digestivos estão praticamente desenvolvidos.
9º mês lunar (33ª, 34ª, 35ª e 36ª semanas):
            O bebê desce para a pelve, as contrações aumentam. A partir da 33ª semana as consultas médicas devem passar a ser semanais.
            O bebê, mergulhado no líquido amniótico, que chega a 1000 ml, se prepara para o nascimento, e vira para baixo. A pelagem (lanugo) que cobre seu corpo começa a desaparecer.
10º mês lunar (37ª, 38ª, 39ª e 40ª semanas):
            Por causa do volume da barriga e do clima de expectativa e ansiedade, esse é o período mais difícil para a mãe. Comer, andar, sentar, respirar e até dormir trona-se complicado para ela. É hora de prestar atenção nos sinais de que vai entrar em trabalho de parto. Ela sente os movimentos constantes do bebê, que já está pronto para nascer. Quando começarem as cólicas e a perda de líquido, a mamãe deve seguir o mais rápido possível para a maternidade.
            No fim do 10º mês lunar o bebê está completamente desenvolvido; o comprimento está por volta de 50 cm e o peso, em torno de 3000 a 3500 g. O nascimento deve ocorrer durante essa semana, mas é comum a gestação se prolongar por mais duas – devidamente acompanhadas pelo médico.

Viajando com Animais: PROCEDIMENTO

Vai viajar com seu animal? Aqui vão algumas informações importantes que você precisa saber, sobre cuidados, transporte, hospedagem e planejamento.
         Você pode familiarizar seu animal com situações de viagem, levando a parques e soltando aos poucos para que ele se acostume com outras pessoas e animais.
 
Transporte

* Carro: 

– Gatos tem que viajar em local apropriado, no chamado Kennel, ilustrado a baixo:  Acostume-o colocando ele para dormir no Kennel ainda em casa.
– Deixar que o cão fique na janela é uma infração de trânsito que rende 4 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,13. E se o cão estiver na carroceria são 5 pontos e R$ 127.
– Os cachorros devem ser levados em caixas ou presos a coleiras peitorais, que substituem os cintos. Que deve ficar no banco de trás ou no chiqueirinho.
– Animais ficam estressados no calor, o ideal é levá-los em temperatura entre 21 e 24 graus.
– Em alguns casos os animais enjoam em trajetos longos. Então acostume seu animal a andar de carro, pare de alimentá-lo 2 horas antes da viagem e leve água para hidratá-lo. Nunca dê remédio sem prescrição.
* Avião:
– Reserve o lugar do seu animal o mais rápido possível, pois o número de animais aceitos varia de 1 a 3 por voo.
– Compre um Kennel adequado ao porte do animal e verifique se as travas estão firmes.
– Identifique na coleira, nome, telefone e e-mail do dono.
* Voos Nacionais:
 
– É necessário levar um atestado de saúde emitido nos últimos 10 dias e certificado de vacinação antirrábica com nome do laboratório, tipo de vacina e número da ampola. A vacina precisa ter sido aplicada há mais de 30 dias e menos de 1 ano.
Condições para embarque:
Avianca – Sob reserva de até 48 horas, o animal viaja na cabine, com o dono. O animal deve pesar menos de 5 kg com a caixa e o Kennel não pode medir mais que 26x26x40cm. Cobra o peso do animal mais Kennel multiplicado por 0,5% da tarifa cheia.
Azul – Pode ser avisado a companhia até 2 horas antes da viagem. O animal viaja sempre com o passageiro, na cabine, ao custo fixo de 100 reais. Os limites são de 43×31,5x20cm. para Kennel e 5 kg do animal mais a caixa.
Gol – A empresa sempre despacha o animal, nenhum vai com o dono, custa 90 reais, mais o peso do animal mais Kennel multiplicado por 1% da tarifa cheia. Se o volume ultrapassar 30 kg ou 86x122x135cm., o animal e transportado como carga pela Golog.
Tam – Desde que a companhia seja avisada até 24 horas antes, o animal pode embarcar ao custo de 90 reais mais o peso do animal mais Kennel multiplicado por 0,5% da tarifa. Para viajar na cabine, o animal deve estar em uma caixa com dimensões máximas de 36x3x25cm. e peso total, animal mais Kennel, de até 10 kg. Acima disso, viaja no compartimento de cargas.
*Voos Internacionais
– Para o Mercosul e os EUA, além da documentação exigida nos voos nacionais solicite ao Ministério da Agricultura (08007041995) o Certificado Zoossanitário Internacional (CZI), válido para embarque em até 10 dias. Para a União Europeia e o Japão e nos voos Emirates também é preciso um laudo de sorologia antirrábica emitido pelo Instituto Pasteur ou pelo laboratório de zoonoses. Providencie-o 90 dias antes do embarque para Europa ou o Japão e 1 mês antes do voo para Dubai. Europa e Japão exigem ainda um microchip (consulte o veterinário). Antes da volta procure a autoridade sanitária local para obter um novo CZI.* De Ônibus

– Nos ônibus interestaduais, cães e gatos viajam no bagageiro, em Kennels e o dono paga uma taxa que varia conforme o itinerário.
– Em viagens intermunicipais, cada Estado tem suas regras. Em SP, só viajam animais até 10 kg em uma caixa com até 41x36x33cm. O animal vai ao lado do dono, no banco e paga uma tarifa inteira.

Destinos
Praias
 
– A legislação brasileira não permite animais na praia, cães que não foram vermifugados podem contaminar a areia pelas fezes mesmo se o dono limpar a sujeira na hora.
– Se levar o animal a praia for necessário, lembre-se que as patinhas também queimam com a areia quente.
-No litoral é comum a presença de mosquito que transmite o verme do coração, então por prevenção, dê remédios tópicos ou orais que possam ser usados até no dia da viagem.
*Natureza
– Cães amam trilhas e água. Porém é preciso checar a correnteza e profundidade e nunca deixar que ele entre sozinho no rio. Jamais o empurre na água.
* Cidade
– Regras que os animais devem seguir: não latir, não fazer as necessidades em qualquer lugar e não ter o hábito de pular.
– Paris e Londres, entre outras capitais, aceitam animais no transporte público. No entanto, não deve-se incomodar os outros passageiros.
– Antes de fazer qualquer passeio verifique as restrições.Restaurantes da Europa costumam receber bem os animais.
Hospedagem
-Na reserva veja as restrições do hotel, como a possibilidade de o animal ficar no quarto com o dono.
– Informe-se sobre as atividades, as áreas livres e os espaços de convivência que os animais são bem vindos.
– Para evitar acidentes e fugas o animal deve ficar na caixa quando for deixado no quarto.

Segunda-Feira – Dicas Variadas ou Tutoriais – Look Para Gestante

Oi galera,

         Toda segunda eu irei postar para vocês uma ideia de “faça você mesmo”, tutoriais ou dicas variadas.

         A gravidez é um momento lindo e devemos aproveitar cada momento, então nada de ficar em casa com aquela velha camisola folgada, podemos nos vestir bem e confortável.

         Os vestidos são ótimos aliados, procurando sempre o que seja confortável e arrumado, que pode até nos servir para depois. Apostem nos acessórios que dão um UP no visual.

         É legal também combinar legging com camisas um pouco mais compridas. Segue abaixo alguns looks:

LOOK look2 look3 look4 look5 look6

         Vamos nos sentir bem nessa fase maravilhosa da nossa vida! Beijo.